Notícias

FANTASMA DA GAMBOA | Vereador Roberto Jesus investiga funcionário fantasma no ESF da Gamboa, em Cabo Frio




FANTASMA DA GAMBOA | Vereador Roberto Jesus investiga funcionário fantasma no ESF da Gamboa, em Cabo Frio O vereador de Cabo Frio, na Região dos Lagos, Roberto Jesus (MDB), fiscalizou nesta semana a Estratégia da Saúde da Família (ESF) do município cabo-friense. E o que chamou muita atenção do nobre edil, foi o fato de um funcionário chamado Jonas Salles Pereira do ESF da Gamboa, servidor o qual ninguém conhece na unidade, segundo Roberto. Ainda de acordo com o legislador municipal, nem a médica que trabalha no local há 20 anos, havia ouvido falar do rapaz. O salário de Jonas Salles chega a bagatela de R$3.700,00 (três mil e setecentos reais) e o nome do mesmo consta no Fundo Nacional da Saúde com o seu valor salarial, mas sem a sua carga horária de trabalho. Roberto explicou o fato, através das suas redes sociais numa live realizada nessa última quinta-feira (07) à noite . “Estamos indo para todos os ESFs fazer a nossa fiscalização com essa listagem do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), são todos os funcionários pagos pelo Fundo Nacional da Saúde. Então lá, quase todos bateram. Mas, temos um aqui… Esse eu vou falar o nome, Jonas Salles Pereira. Ele está aqui: vínculo empregatício, ESF da Gamboa, carga horária dele não tem, tá só como uma. Mas, o que que eu quero falar sobre ele: ninguém o conhece no ESF da Gamboa, ninguém conhece. Ninguém conhece ele. A médica, que trabalha lá há 20 anos disse, que nunca ouviu falar e que nunca o viu. A técnica de enfermagem entrou em contato com a enfermeira chefe, que como eu disse, não estava no local. E ela disse… Mandou um áudio e ela me mostrou o áudio. E ela disse: ‘Avisa ao vereador, que essa listagem que ele tem aí, não sei da onde, está errada. Esse cara eu não conheço, eu nunca vi e não trabalha no meu ESF, não.’ Mas, está aqui. E nós puxamos no Portal de Transparência: Jonas Salles Pereira, trabalhando nomeado desde 19/05/2021, 5 meses que ele não trabalha, porque ninguém conhece ele. Salário, R$3.700,00 (três mil e setecentos reais), mas nunca ninguém viu. E ele está no ESF da Gamboa como responsável por passar as informações da unidade. Fica essa dúvida, mas a gente vai lá outras vezes pra ver se o ponto dele vai estar assinado”, falou Jesus. Fonte:http://jornaldesabado.net/



Serviço Oferecido por Cabreu Voip
Sistema Midia Ambiente