Notícias

Em plena pandemia e com a rede de saúde deixando a desejar prefeito de Casimiro de Abreu autoriza exposição de cavalos




Em plena pandemia e com a rede de saúde deixando a desejar prefeito de Casimiro de Abreu autoriza exposição de cavalos Ramon recebeu o presidente da Associação Brasileira de Cavalos Campolina, Plínio Siqueira, e autorizou a realização do evento – Foto: Divulgação/PMCA “Receber o segundo evento mais importante da raça é uma honra para Casimiro de Abreu. Pretendo incluir no calendário oficial de eventos este segmento, pois certamente vamos atrair centenas de pessoas de vários lugares do país. É uma forma de alavancar o turismo e proporcionar um aquecimento na economia local”. Foi com este discurso que o prefeito Ramon Gidalte recebeu nesta terça-feira (29), em seu gabinete, o presidente da Associação Brasileira de Cavalos Campolina, Plínio Siqueira, ao qual confirmou a liberação do parque de eventos da Prefeitura para sediar a 10ª Exposição Brasileira de Cavalos Campolina, que acontecerá nos dias 20 a 24 de julho. Em plena pandemia, com muitas queixas sobre a precariedade na rede municipal de saúde, com o pais registrando cerca de 520 mil mortes por convid-19 e quase 20 milhões de casos confirmados da doença, o prefeito autorizou a realização do evento sem anunciar qualquer medida preventiva. Isso acontece no momento em que as autoridades alertam para a necessidade de evitar aglomerações de pessoas para tentar conter o avanço da doença. O evento foi divulgado em nota encaminhada à imprensa pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura, destacando que o Parque de Exposições Henrique Baptista Sarzedas vai sediar a segunda mais importante competição da raça, recebendo cerca de 250 animais dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Pará, Pernambuco, Bahia, e do Distrito Federal. Na nota a Prefeitura informa que o prefeito Ramon Gidalte pretende incluir a exposição no calendário oficial de eventos do município. Fonte: Duas encomendas com 197 cartelas da droga 25B-NBOme foram apreendidos na tarde desta terça-feira, pela Seção de Remessas Postais e Expressas da Alfândega da Receita Federal no Aeroporto do Galeão. A quantidade equivale a 177.300 selos do alucinógeno. O valor estimado da droga é de mais de R$ 8 milhões. Segundo a Receita, a droga 25B-NBOme é comercializada como uma alternativa ao LSD, sendo um alucinógeno sintético potente, com efeitos que podem durar 12 horas ou mais, com uma quantidade mínima de uso. Cada um dos selos contém quatro doses da substância, que pode causar espasmos, paranoia, hipotermia, convulsões e até mesmo levar à morte do usuário. As remessas apreendidas chegaram da Alemanha e tinham como destino as cidades de Vitória, no Espírito Santo e Florianópolis, em Santa Catarina. A Receita Federal ressalta a importância da repressão ao tráfico de drogas para a segurança pública. A entidade destaca que, com essas apreensões também é evitada a circulação, em território nacional, de produtos potencialmente nocivos à saúde. Fonte:https://rlagosnoticias.com.br/



Serviço Oferecido por Cabreu Voip
Sistema Midia Ambiente